Ao trabalhar com Pendrives e cartões SD, para testar distribuições à serem executadas no Raspberry Pi, por exemplo, pode ser útil, fazer cópias de segurança (backup) de imagens que você já tenha configurado, executado e atualizado.

Neste caso, algo bastante útil e simples de ser feito, é efetuar uma cópia (criar uma imagem) do Pendrive ou Cartão SD, de tal forma que você possa recupera-la posteriormente, ou até então replicar para diversos Pendrives ou Cartões SD.

Efetuando a cópia…

Insira o Pendrive ou Cartão SD no Mac

Acesse o aplicativo Terminal.app, pelo Spotlight (⌘ + Tecla Espaço) ou diretamente através do diretório /Applications/Utilities/

Execute o comando “diskutil list”, para obter uma lista de discos disponíveis:

$diskutil list

O retorno do diskutil list, poderá ser semelhante à isto:

/dev/disk0
   #:                       TYPE NAME                    SIZE       IDENTIFIER
   0:      GUID_partition_scheme                        *120.0 GB   disk0
   1:                        EFI EFI                     209.7 MB   disk0s1
   2:          Apple_CoreStorage OSX                     119.2 GB   disk0s2
   3:                 Apple_Boot Recovery HD             650.0 MB   disk0s3
/dev/disk1 (internal, virtual):
   #:                       TYPE NAME                    SIZE       IDENTIFIER
   0:                  Apple_HFS OSX                    +118.8 GB   disk1
                             Logical Volume on disk0s2
                             B34DD1A2-6928-4216-9B11-76DDF772B04F
                             Unlocked Encrypted
/dev/disk2
   #:                       TYPE NAME                    SIZE       IDENTIFIER
   0:     FDisk_partition_scheme                        *4.0 GB     disk2
   1:                 DOS_FAT_32 RASPBPI                 4.0 GB     disk2s1

Identifique o disco relativo ao dispositivo, neste caso, é o /dev/disk2

Desmonte o disco, com o comando “diskutil unmountDisk

$diskutil unmountDisk /dev/disk2

Uma vez que o disco esteja desmontado, você poderá acessa-lo e altera-lo diretamente.

Para efetuar a cópia, iremos utilizar o utilitário dd, o qual já se encontra disponível no Mac OS X.

Para saber mais sobre o dd, basta consultar o Manual, digitando “man dd” no Terminal.

A sintaxe básica do dd é:

dd if=origem of=destino

Substitua origem e destino, pelo disco de origem e pelo caminho e nome do arquivo de destino, respectivamente.

O nome do arquivo de destino pode possuir qualquer nome e extensão, bem como pode ser salvo onde você bem entender, logo teremos algo semelhante à:

dd if=/dev/rdisk2 of=~/imagens/2015-12-23-backup-raspbian.img bs=128m

Note que, para acelerar o processo de cópia, complementamos o comando, definindo o parâmetro block size (bs) como 128m e alteramos o disco de destino incluindo um “r” antes de “disk2”.

O bs indica que os blocos de leitura e escrita devem possuir o mesmo tamanho, enquanto que o “r” define que o disco deve ser acessado no modo raw.

Quando o processo de cópia for concluído, você receberá uma mensagem informando o tempo decorrido e a quantidade de bytes transferidos.

Restaurando a cópia…

Quando desejar restaurar a cópia, bastará efetuar o procedimento reverso, definindo o arquivo de origem em if= e o dispositive de destivo em of=, algo como:

dd if=~/imagens/2015-12-23-backup-raspbian.img of=/dev/rdisk2 bs=128m

Quando o processo de cópia for concluído, bastará utilizar o Cartão ou Pendrive normalmente…